Ingleses citam Ronaldo como 4º da história; Romário é o 16º

Atuais desafetos, Romário e Ronaldo foram companheiros de Seleção Brasileira

Foto: Getty Images

À medida que a Copa do Mundo no Brasil se aproxima, a imprensa de todo o planeta mira seus olhares para a história do maior torneio de futebol do globo. Nesta quinta-feira, por exemplo, o The Guardian, um dos jornais mais tradicionais da Inglaterra, listou os 100 maiores jogadores da história dos Mundiais. Único tricampeão da competição, Pelé encabeça o ranking, que conta com Ronaldo na 4ª posição e Romário em 16º.

O pódio da lista feita pela publicação britânica tem Pelé em primeiro, Diego Maradona em segundo, e o alemão Franz Beckenbauer em terceiro. O brasileiro é o único jogador da história a ter conquistado três títulos de Copas e é o quarto maior artilheiro da história do torneio, com 12 gols. Já o argentino liderou a sua seleção nacional ao título em 1986, em uma Copa que ficou marcada pelo show do camisa 10 no México. Por sua vez, o alemão foi campeão em 1974, dentro de casa, e, ao lado de Zagallo, conseguiu erguer a taça como jogador e treinador (este último, em 1990).

Atual membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, Ronaldo ocupa a quarta colocação da lista. Ele foi campeão em 1994, ainda aos 17 anos, como reserva e liderou a Seleção Brasileira ao título de 2002, na Coreia do Sul e Japão. No outro Mundial que jogou, em 1998, foi vice-campeão, após derrota contundente para a França na final. Com 15 gols, ele é ainda o maior artilheiro da história do torneio. “Ronaldo não era o melhor cabeceador do futebol, mas o resto de seu jogo era simplesmente clássico”, elogia o jornal.

O top-10 do ranking feito pelo The Guardian é completado por Zinedine Zidane (5º), Johan Cruyff (6º), Lothar Matthäus (7º), Gerd Müller (8º), Garrincha (9º), e Michel Platini (10º). Destes, apenas o holandês e o francês não ergueram o título da Copa. Diferente de Romário, que foi o principal nome do tetracampeonato do Brasil em 1994, mas ocupa somente a 16ª posição, atrás de nomes como os de Eusébio (11º), Paolo Maldini (12º), Jairzinho (13º), Bobby Charlton (14º) e Xavi (15º). Pode pesar para isto o fato de o atual deputado federal só ter disputado um Mundial, exatamente em 1994, quando anotou cinco gols.

Campeão Mundial em 2010, o zagueiro Carles Puyol aparece na 64ª posição, à frente de seu compatriota Andrés Iniesta

Foto: Getty Images

Além de Pelé, Ronaldo, Jairzinho, Garrincha e Romário, outros 17 brasileiros marcam presença na lista. São eles: Zico (22º), Ronaldinho Gaúcho (23º), Cafu (25º), Rivaldo (27º), Zagallo (28º), Rivellino (32º), Carlos Alberto Torres (34º), Roberto Carlos (35º), Djalma Santos (48º), Nilton Santos (49º), Tostão (52º), Vavá (57º), Leônidas da Silva (75º), Didi (79º), Bellini (85º), Bebeto (90º) e Leonardo (98º).

Entre os jogadores que seguem em atividade, destaques para Cristiano Ronaldo (33º), que disputou duas Copas do Mundo e foi semifinalista com Portugal em 2006; Gianluggi Buffon (44º), campeão com a Itália também no Mundial da Alemanha; Lionel Messi (51º), que jogou das Copas, mas tem apenas um gol; Carles Puyol (64º), campeão com a Espanha em 2010 e autor do gol que levou o time à decisão contra a Holanda; Andrés Iniesta (65º), que fez o tento que deu a taça aos espanhóis; Wesley Sneijder (84º), carrasco brasileiro na África do Sul; Alessandro Del Piero (86º), campeão com a Itália em 2006; e Philipp Lahm (95º), semifinalista com a Alemanha dentro de casa e em 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s