Marussia foi prejudicada por vírus no computador, diz chefe

Max Chilton testa Marussia no Bahrein Foto: Getty Images
Max Chilton testa Marussia no Bahrein
Foto: Getty Images

Além de se preocupar com o desempenho da equipe na pista na segunda sessão de testes de pré-temporada, em Sakhir, no Bahrein, a Marussia encontrou mais uma problema: um vírus de computador.

 

De acordo com John Booth, chefe da equipe, a escuderia teve o sistema de dados infectado e acabou perdendo um bom tempo para resolver o problema.

 

“Tudo começou com o primeiro desastre, que foi um vírus do tipo Trojan em nossos computadores, o que nos custou a melhor parte do dia. Isso deu o tom para o resto da semana”, disse Booth em entrevista à Autosport, garantindo que esse foi apenas o primeiro desafio da semana.

 

“No segundo dia, demos 17 voltas e foi tudo bem, corrigindo os problemas, mas em seguida, na sexta-feira, perdemos a maior parte do dia com um problema no motor, o que nos custou o dia todo para arrumar”, completou.

 

Com diversas adversidades, a Marussia completou apenas 59 voltas durante os quatro dias de atividades no Bahrein. Decepcionado com o desempenho, o dirigente não escondeu sua preocupação em deixar o carro pronto para os próximos testes e para o início da temporada.

 

“Eu estaria mentindo se dissesse que não estou nem um pouco preocupado. Tudo bem pensar que você pode listar os problemas, mas você tem que provar isso. Nós só temos quatro dias antes do próximo teste e, depois, mais quatro dias de testes. Só temos de maximizar o que nos resta”, concluiu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s