Curiosidade do Dia

mein_kampf3Quem recebe os direitos autorais do livro “Mein Kampf”, escrito por Adolf Hitler, ex-ditador da Alemanha, se ele morreu em 1945?

Na Alemanha, Hungria, Portugal, Suíça e Suécia, entre outros países, a edição e venda de “Mein Kampf” (“Minha Luta”) é proibida. Nos poucos países em que a edição e venda são regulares, os direitos autorais já estiveram em vários bolsos além dos de Hitler.

Durante a guerra, o governo americano arrecadou mais de 20 mil dólares sobre a obra. A renda foi revertida ao país até que, em 1979, a editora Houghton Mifflin comprou os direitos de tradução.

Desde então, a editora americana tem vendido cerca de 15 mil exemplares por ano e, tendo sido questionada sobre a lisura do negócio, decidiu reverter toda a renda a instituições de caridade.

Na Inglaterra, os direitos autorais dos três mil exemplares vendidos anualmente pertencem à agência literária Curtis Brown, que transferia a verba para uma instituição que foi mantida no anonimato por bastante tempo.

Há poucos anos, foi revelado que o dinheiro ia para o Conselho de Bem-Estar Alemão, órgão responsável pelo conforto de refugiados judeus nascidos na Alemanha. Com poucos refugiados para sustentar, os fundos começaram a ser encaminhados para a editora Random House, que adquiriu a Hutchinson e hoje pertence ao conglomerado alemão Betelsmann.

Os direitos das edições que não são produzidas em língua inglesa – vendidas na Romênia, Rússia e outros poucos países, pertencem ao estado da Baviera (Alemanha), que confiscou todos os bens de Hitler.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s