Curiosidade do Dia

  • 10 curiosidades sobre o Palmeiras

1. Um grupo de ítalo-brasileiros ficou tão entusiasmado com as visitas dos clubes italianos Torino e Pró Vercelli que resolveu criar em São Paulo um time de futebol que representasse a colônia.

2. O primeiro presidente do clube, Ezequiel Simone, ficou no cargo por apenas 19 dias. Foi substituído por Augusto Vacari. Logo em seguida, Vacari foi recrutado pela Itália para lutar na Primeira Guerra Mundial. Deixou no lugar Leonardo Paseto.

3. A primeira partida oficial foi disputada em 24 de janeiro de 1915, em Sorocaba (SP), contra o Savoia de Votorantim. Vitória palestrina por 2 a 0.

4. No início, o escudo do Palestra Itália era vermelho com uma cruz de Savoia branca. Depois, ele ficou parecido com o atual. Os dois seguintes foram variações em torno das iniciais do clube. Durante a Segunda Guerra, desaparece o “I” e fica só o “P”. Até que a diretoria resolveu adotar o escudo que lembrava o Palestra Itália, todo verde.

5. No dia 20 de setembro de 1942, o time passou a se chamar Palmeiras. A mudança ocorreu por causa de pressão do governo brasileiro, que não aceitava um nome que fazia alusão à Itália. Durante a Segunda Guerra, o Brasil declarou guerra aos países do Eixo (Japão, Itália e Alemanha).

6. Apesar de ter sido obrigado a mudar de nome, o Palmeiras fez questão de preservar algumas referências ao Palestra Itália. O atual distintivo do clube foi fundado em 1942. Suas oito estrelas fazem referência ao mês de fundação Palestra (agosto) e ao número de títulos paulistas conquistados pelo clube antes da mudança de nome.

7. O hino do Palmeiras foi feito em 1949. Antônio Sergi, autor da música, era diretor artístico da rádio Cruzeiro do Sul, a maior da época, e maestro da orquestra Columbia, que animava até os bailes da mansão da família Matarazzo. Gennaro Rodrigues, que escreveu a letra, trabalhava como jornalista d’ “A Gazeta Esportiva”.

8. Nos anos 60, o time do Palmeiras, liderado por Ademir da Guia, ficou conhecido como “Academia”. O jogador disputou 666 partidas com a camisa alviverde em 16 anos. Pendurou as chuteiras em 14 de novembro de 1976. Saiu contundido no intervalo de uma partida contra o Corinthians e não voltou mais.

9. Em 1969, quando o Campeonato Paulista estava em andamento, o Corinthians pediu permissão à Federação Paulista de Futebol para contratar dois jogadores que substituíssem o lateral-direito Lidu e o ponta-esquerda Eduardo, mortos num acidente de automóvel. Todos os clubes concordaram, menos o Palmeiras. Na partida seguinte entre os dois times, a torcida corintiana encontrou uma fórmula para protestar contra o que considerou uma “sujeira” palmeirense. Levou um porco ao Morumbi e soltou-o em campo antes do início do jogo. Enquanto o suíno corria, assustado, de um lado para o outro, os corintianos entoavam o coro que virou provocação até 1986. Nesse ano, a torcida alviverde resolveu adotar a nova mascote e também um novo grito de guerra: “Dá-lhe, porco!”.

10. O Palmeiras cedeu jogadores para a Seleção Brasileira em todas as cinco copas vencidas pelo país. Só o São Paulo também conseguiu o feito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s