Curiosidade do Dia

Qual a parte do corpo humano precisa de mais sangue?

Uma das partes que têm maior afluxo de sangue no corpo humano é o cérebro.

No entanto, dependendo da atividade física e até do estado de uma pessoa, outras partes também precisam de um grande volume sanguíneo (como, por exemplo, a placenta de uma mulher grávida).

Anúncios

Guardiões da Galáxia | Vin Diesel diz que estava em negociações para outro papel na Marvel

Ator teria aceitado dublar Groot para atender aos fãs

Natália Bridi – Omelete

Vin DieselVin Diesel, que dará voz ao Groot de Guardiões da Galáxia, falou ao The Hollywood Reporter  sobre suas negociações com a Marvel, revelando que a ideia original envolvia o ator em outro papel para o estúdio.

Kevin Feige diz que Marvel Studios tem filmes planejados até 2021

Conversamos inicialmente sobre um filme original que sairia em 2016 ou 2017 e poderia dar início à Fase Três. Quando fomos a Comic-Con, percebemos que as pessoas queriam algo mais imediato. Mas com o meu cronograma, seria quase impossível imaginar que eu poderia fazer algo imediatamente. Acho que depois que eles assistiram O Gigante de Ferro [animação de 1999 em que Diesel dubla o personagem-título], eles chegaram a ideia do que eu poderia fazer com a voz e a captura de movimento do personagem mais estranho da Marvel a chegar aos cinemas“, explicou o ator.

Com o início das filmagens de Velozes e Furiosos 7 começando, não há informação sobre quando Diesel vestirá a roupa de captura de movimentos e emprestará sua voz para Groot.

Bradley Cooper está em negociações para dublar Rocket Raccoon, Chris Pratt interpreta Peter Quill, Zöe Saldana é Gamora e Dave Bautista faz o guerreiro Drax. No elenco também estão Benicio Del Toro (Colecionador), Karen Gillan(Nebula), Michael Rooker (Yondu), Lee Pace (Ronan, o Acusador), Djimon Hounsou (Korath),Glenn Close (Nova Prime), John C. Reilly (Rhomann Dey), entre outros.

Conheça os Guardiões da Galáxia:

James Gunn escreveu o roteiro de Guardiões da Galáxia e dirigirá o longa, que estreia em agosto de 2014.

Leia mais sobre Guardiões da Galáxia.

Estudo mostra que perda de memória por idade pode ser reversível

Os cientistas constataram que o gene RbAp48, que permite produzir a proteína do mesmo nome, viu decair seu funcionamento com a idade em todos os indivíduos Foto: Getty Images
Os cientistas constataram que o gene RbAp48, que permite produzir a proteína do mesmo nome, viu decair seu funcionamento com a idade em todos os indivíduos
Foto: Getty Images

A falta de uma proteína desempenha um papel-chave no declínio da memória com a idade, um fenômeno reversível e diferente do mal de Alzheimer, segundo estudos publicados nesta quarta-feira (28), que podem abrir o caminho para novos tratamentos.

 

A carência da proteína RbAp48 na parte do cérebro conhecida como hipocampo é um fator importante da perda de memória associada com o envelhecimento, descobriram cientistas da faculdade de Medicina da Universidade de Columbia em Nova York, chefiados por Eric Kandel, co-ganhador do prêmio Nobel de Medicina no ano 2000.

 

Seu estudo, feito sobre células cerebrais humanas retiradas de cadáveres, assim como de camundongos, é a indicação mais forte até agora de que a deterioração da memória com a idade e o mal de Alzheimer são patologias diferentes.

 

 

Enquanto a primeira parece ser reversível quando tratada a falta da proteína em questão, a segunda continua sendo incurável, explicam os autores dos trabalhos, publicados na revista americana Science Transnational Medicine.

 

“Estes resultados têm implicações potenciais no diagnóstico e no tratamento dos problemas de memória”, destacou Kandel em um comunicado.

 

Até agora, os cientistas consideravam que a perda da memória era um dos primeiros sintomas do mal de Alzheimer, mas cada vez mais indícios levam a crer que se trata de um fenômeno que afeta o giro denteado, uma subárea do hipocampo.

 

Para realizar o estudo, os autores fizeram uma análise genética das células que provêm do giro denteado de oito pessoas falecidas entre os 33 e os 88 anos, nenhuma das quais sofria de doença cerebral.

 

Os cientistas constataram que o gene RbAp48, que permite produzir a proteína do mesmo nome, viu decair seu funcionamento com a idade em todos os indivíduos.

 

Os cientistas testaram, então, este mesmo gene em camundongos para determinar seu papel na perda de memória. Assim, quando bloquearam geneticamente a expressão deste gene no cérebro das cobaias jovens e saudáveis, elas experimentaram os mesmos problemas de memória do que seus similares mais velhos, como demonstrado em testes de labirinto.

 

Uma vez restabelecida a função do gene, a memória dos jovens camundongos voltava à normalidade.

 

Finalmente os cientistas reativaram o gene para que se expressasse no cérebro dos camundongos mais velhos que, segundo eles, recuperaram a memória da juventude.

Americana bêbada é presa por urinar no sofá de vizinho

Kimberly Ann Crosier-Crowley foi presa por urinar no sofá de seu vizinho (Foto: Divulgação/  York County Sheriff)Kimberly Ann Crosier-Crowley foi presa por urinar no sofá de seu vizinho (Foto: Divulgação/ York County Sheriff)

Uma mulher de 55 anos foi presa após urinar no sofá de um vizinho em New Freedom, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Kimberly Ann Crosier-Crowley estava embriagada e entrou na casa de seu vizinho, Jon Pizzurro, que ficou assustado com a cena e chamou a polícia.

A ação ocorreu na noite do último sábado (24). Segundo a polícia, o homem ligou avisando que tinha uma mulher bêbada na sua casa e que ela não queria sair. “Enquanto esperava a polícia chegar, a mulher urinou em seu sofá em sua sala de estar”, afirmou a polícia do estado.

Quando a polícia chegou, Crosier-Crowley fugiu. A polícia conseguiu pegá-la quando ela tropeçou na sua própria calça na rua. Os policiais perguntaram o quanto ela havia bebido, e ela rebateu dizendo que não havia ingerido álcool. Quando os oficiais tentaram algemá-la, ela resistiu, e disse que queria ir para casa. Já quando perguntaram o nome dela, ela disse: “Eu acho que o meu nome é Kim Crowley”, relatou a polícia.

A polícia também falou com o marido de Crosier-Crowley, Jeff Crowley, que disse que sua esposa tinha bebido álcool dentro de sua casa e, em seguida, caminhado para fora.

A mulher enfrentou acusações de transgressão, conduta desordeira, embriaguez pública e vadiagem, segundo os documentos policiais. Ela foi presa com fiança estipulada em US$ 5 mil.

Maior foguete dos EUA decola com satélite espião

Foguete Delta 4-Heavy não tripulado, o maior da frota dos EUA, decola da Base Aérea de Vandenberg Foto: AP
Foguete Delta 4-Heavy não tripulado, o maior da frota dos EUA, decola da Base Aérea de Vandenberg
Foto: AP

Um foguete Delta 4-Heavy não tripulado, o maior da frota dos EUA, decolou da Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia, na quarta-feira, para colocar um satélite espião secreto em órbita para o Escritório Nacional de Reconhecimento dos Estados Unidos, uma agência de inteligência norte-americana, disseram autoridades.

 

O foguete, da altura de um prédio de 23 andares, decolou às 11h03 do horário local (15h03 no horário de Brasília) a partir de uma plataforma de lançamento originalmente construída para ônibus espaciais, mas que nunca foi utilizada para esse motivo.

 

Detalhes sobre a carga do satélite espião do foguete não foram divulgados.

 

Com três foguetes propulsores, o Delta 4-Heavy é capaz de colocar um satélite do tamanho de um ônibus escolar em órbita em torno dos pólos da Terra.

 

O lançamento da quarta-feira foi o segundo com o Delta 4-Heavy a partir da Califórnia. O foguete, construído pela United Launch Alliance, uma parceria da Boeing com a Lockheed Martin, também já decolou cinco vezes a partir da Estação da Força Aérea em Cabo Canaveral, na Flórida.

“Scanner” digitaliza a internet inteira em 45 minutos

ZMap

ZMap é um scanner código aberto que permite aos pesquisadores realizar facilmente estudos de rede em toda a internet. ZMap é capaz de executar uma varredura completa do espaço de endereços IPv4 em menos de 45 minutos, praticamente escaneando toda a internet.

A fim de entender como ZMap funciona, é preciso antes compreender o Nmap , o método utilizado atualmente para a digitalização em rede . O Nmap envia sinais individuais para cada endereço IP e espera por uma resposta enquanto agrega uma lista de pessoas contatadas.

Além disso, como The Washington Post explica, ” a manutenção de registros para cada solicitação pendente ainda gera muita sobrecarga , o que retarda o processo de digitalização. ”

A diferença do scanner ZMap é que, além de enviar solicitações para endereços IP , ele codifica o pedido de saída com as informações de identificação , por isso, quando ele retorna para o ZMap , a máquina pode decodificar as respostas. O Washington Post explica que ” a menor sobrecarga desta abordagem permite ao ZMap enviar pacotes 1 mil vezes mais rápido do que o Nmap.”

Em resposta às preocupações sobre a privacidade na internet , os criadores do ZMap explicam : “É preciso dizer que os profissionais de segurança devem abster-se de explorar as vulnerabilidades ou acessar os recursos protegidos , e devem cumprir todas as exigências legais especiais em suas jurisdições.”

As informações são do Mashable.