Curiosidade do Dia

10 curiosidades sobre o carro do Papa

1. Até 1930, os papas só andavam de carruagem. O Vaticano resistiu à mudança do veículo por dois motivos. Primeiro porque os pontífices permaneceram 60 anos sem sair do Vaticano em protesto contra o não reconhecimento da região como um Estado independente. Segundo porque alguns papas simplesmente não confiavam em automóveis.

2. O primeiro “papamóvel” foi um Mercedes Nurburg 460, na cor branco perolado.

3. Em 1980, em sua primeira visita ao Brasil, João Paulo II utilizou um Landau com teto solar e um micro-ônibus aberto, um dos últimos veículos abertos em que ele andaria.

4. Depois que João Paulo II sofreu um atentado, em 1981, os papamóveis passaram a ser fechados com vidros blindados.

5. O papamóvel montado pela empresa British Leyland para uma viagem do papa João Paulo II pela Escócia, em 1982, foi leiloado por 37 mil libras (cerca de 150 mil reais).

6. Durante a visita ao Brasil, em maio de 2007, Bento XVI utilizou um Mercedes-Benz ML 430. O veículo especialmente adaptado para o pontífice pesava 4,3 toneladas, e era capaz de resistir a disparos de fuzil e até explosões de granada.

7. A Volkswagen e a BMW ofereceram papamóveis adaptados para Bento XVI, mas o papa não quis abandonar o veículo que herdou de João Paulo II. Isso não impediu que Bento XVI aceitasse alguns veículos para sua “frota pessoal”. Ele ganhou um Volkswagen Phaeton e um Volvo XC90, ambos carros de luxo.

8. O papamóvel que transportava Bento XVI tem um valor estimado de 200 mil libras (590 mil reais). Ele pesa 5 toneladas, possui equipamento de som e chega à velocidade de 250 km/h!

9. O papa João Paulo II não gostava do apelido “papamóvel” dado ao carro do papa. Ele considerava o termo desrespeitoso. Não adiantou reclamar: o nome pegou, apesar de não ser oficial.

10. O papamóvel já foi um caminhão! Na década de 80, o papa João Paulo II viajou pela Europa dentro de um caminhão Leyland de 24 toneladas. A peça foi leiloada pela barganha de 70 mil dólares (140 mil reais).

Anúncios

O Cavaleiro Solitário | Veja Johnny Depp e Armie Hammer no pôster nacional

Faroeste aventuresco da Disney chega aos cinemas em julho

Marcelo Hessel – Omelete
.
..

A divisão brasileira da Disney divulgou o cartaz nacional de O Cavaleiro Solitário (The Lone Ranger). Clique para ampliar:

O-Cavaleiro-Solitario-poster-15Mar2013

Na trama de O Cavaleiro Solitário, o homem-da-lei John Reid (Armie Hammer), deixado para morrer numa emboscada com cinco outros Texas Rangers, é tratado pelo índio Tonto (Johnny Depp). Ele então passa a usar a máscara do Cavaleiro Solitário para vingar o assassinato de seus camaradas e levar justiça aos malfeitores.

O elenco conta ainda com William Fichtner, Tom Wilkinson, Barry Pepper, James Badge Dale, Helena Bonham Carter e Ruth Wilson.

A direção é de Gore Verbinski, que já traballhou com Depp e o produtor Jerry Bruckheimer nos três primeiros Piratas do Caribe. O lançamento acontece em 3 de julho nos EUA e em 12 de julho  no Brasil.

Leia mais sobre O Cavaleiro Solitário.

Beber chá e café diariamente previne contra AVC, diz estudo

Especialistas indicam consumir quatro xícaras de chá verde por dia  Foto: Getty Images
Especialistas indicam consumir quatro xícaras de chá verde por dia 
Foto: Getty Images

Em dúvida sobre beber chá ou café, o melhor é consumir os dois. Um estudo publicado no jornal American Heart Association’s descobriu que pessoas que ingerem uma xícara de café por dia têm 20% menos chance de ter um acidente vascular cerebral em comparação com as que evitam a bebida. Além disso, quem inclui pelo menos quatro xícaras de chá verde no cardápio diário também reduz igualmente o risco de derrame. As informações são do Daily Mail.

 

Pesquisadores analisaram os hábitos de consumo de quase 84 mil adultos japoneses, durante um período de 13 anos. “Este é o primeiro estudo que examina em grande escala os efeitos combinados de chá verde e café sobre os riscos de AVC”, disse Yoshiro Kokubo, líder do estudo, do Centro Nacional de Saúde Cerebral e Cardiovascular do Japão.

 

O relatório concluiu que a combinação de chá verde e café contribui para redução do risco de AVC. Mesmo em menor quantidade, consumir apenas o chá também ajuda a proteger contra a doença. Pessoas que bebiam entre duas e quatro xícaras por dia tinham 14% menos chance de ter um AVC.

 

Participantes do estudo tinham entre 45 e 74 anos e estavam livres de câncer e problemas cardiovasculares. Todos os resultados levaram em conta idade, sexo, estilo de vida, tabagismo, consumo de álcool, peso e prática de exercícios.

 

Embora ainda não esteja claro como o chá verde causa estes resultados, os cientistas acreditam que um composto conhecido como catequinas pode fornecer uma proteção aos vasos sanguíneos. Quanto ao café, diversos componentes da bebida são benéficos à saúde,  como  o ácido clorogênico e a cafeína. Isso, segundo os pesquisadores, pode reduzir o risco de AVC e diabetes do tipo 2.

 

“Você pode fazer uma mudança de vida pequena, mas positiva para ajudar a reduzir o risco de acidente vascular cerebral”, aconselhou Yoshiro.

 

Outro estudo publicado no ano passado ainda mostra que quanto mais café que você bebe, menor a probabilidade de morrer de uma série de fatores, incluindo doenças cardíacas, doenças respiratórias, diabetes e infecções.

Cadela se assusta com o próprio reflexo e vídeo vira sensação na web

Uma usuária do YouTube identificada como “NatalieKaye1” estava filmando um filhote de corgi, batizado de Fiona, na esperança de registrar o animal brincando com uma bola. O que a dona não esperava era que acabaria gravando a primeira experiência de Fiona ao se olhar no espelho.

Fiona ficou espantada com o próprio reflexo no espelho e saiu correndo em seguida (Foto: Reprodução)
Fiona ficou espantada com o próprio reflexo no espelho e saiu correndo em seguida (Foto: Reprodução)

Assim que vê o próprio reflexo, a cadela observa a si mesma por alguns segundos e, em seguida, foge assustada. O vídeo se tornou sensação na web, e já alcançou mais de 3 milhões de visualizações. Natalie chegou até a fazer uma página no Facebook dedicada a Fiona, com fotos e notícias sobre a simpática cadela. Confira o vídeo abaixo:

Ancoradouro romano é descoberto por acidente em Lisboa

Descoberta ajuda a explicar importância da cidade no Império Romano Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com
Descoberta ajuda a explicar importância da cidade no Império Romano
Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com

Um ancoradouro da era romana, que permaneceu em uso pelo menos até o século 4º, foi descoberto por acidente em Lisboa durante as obras para a construção de um estacionamento subterrâneo.

 

O sítio arqueológico foi encontrado a cerca de 150 metros da atual margem do Rio Tejo, na Praça D. Luís 1º, no centro da capital de Portugal. Segundo Alexandre Sarrazola, o arqueólogo responsável pelo sítio, a descoberta ajuda a explicar a importância no Império Romano de Olissipo – como Lisboa era chamada na época romana.

 

”Esse achado prova que Olissipo foi um centro de trocas comerciais com outras províncias do império”, afirma.

 

No antigo ancoradouro foram encontradas peças arqueológicas que vão do século 1 a. C. ao século 4 d. C., produzidas em Portugal, no Norte da África, nos territórios atuais da Espanha, Itália e França. Os arqueólogos acreditam que ainda existe a possibilidade de haver mais vestígios, que se encontrariam sob construções mais recentes.

 

Mais vestígios
Entre as peças mais importantes encontradas no local, estão dois fragmentos de cerâmica que tinham o nome do proprietário – lê-se Paupii R. A especialista Marta Lacasta Macedo acredita que a primeira palavra seja a declinação do nome Paupius.

Arqueólogo diz que peças encontradas dão pistas sobre vida cotidiana nos tempos romanos Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com
Arqueólogo diz que peças encontradas dão pistas sobre vida cotidiana nos tempos romanos
Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com

 

Há também fragmentos de cerâmica decorada, que teria vindo da atual Espanha, um pote para especiarias ou outros condimentos de cozinha quase inteiro e parte de um prato do norte da África, em que apenas a parte superior é vitrificada.

 

Isto seria uma indicação de que se tratava de uma peça de uso comum. Segundo Sarrazola, essas são pistas sobre a vida cotidiana durante esse período.

 

Os relatos históricos contam que a cidade de Olissipo, além de ser um centro comercial, era o local onde se produzia uma das iguarias do Império Romano: o garum – feito de entranhas de sardinha fermentadas com condimentos.

 

Na região havia várias fábricas de garum e, do outro lado do rio, eram produzidas as ânforas em que o produto era exportado para outras províncias romanas.

 

Escavações
As escavações para a construção do estacionamento começaram em julho de 2010. No total, a área do estacionamento é de aproximadamente 80 metros de comprimento por 16 de largura, em sentido paralelo ao rio. Desde o começo, a obra foi acompanhada pela equipe de Sarrazola, ligado à empresa Era-Arqueologia.

Entre as descobertas, há fragmentos de cerâmica decorada vinda da atual Espanha Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com
Entre as descobertas, há fragmentos de cerâmica decorada vinda da atual Espanha
Foto: Jair Rattner / BBCBrasil.com

 

Os primeiros vestígios arqueológicos foram encontrados nas prospecções exploratórias, realizadas em agosto de 2010. Eles eram de várias épocas, incluindo parte do paredão do cais da Casa da Moeda, do século 18, e parte do Forte de São Paulo, que teve grande importância no período posterior à restauração da independência de Portugal, que se separou da Espanha no século 17.

 

Apenas em janeiro deste ano foram encontrados os vestígios romanos. Estavam debaixo de uma estrutura de madeira de cerca de 300 metros quadrados, usada para virar lateralmente barcos para concertá-los.

 

Sarrazola acredita que pelo fato de os vestígios romanos estarem embaixo dessa estrutura ficaram protegidos do tsunami que se seguiu ao terremoto de 1755 e das movimentações de terra para o aterro do final do século 19 – que fez com que ficasse distante da margem atual do rio.

Samsung Galaxy S4 percebe movimento da cabeça e gestos do usuário; veja

Lançado nesta quinta-feira, em Nova York, o Samsung Galaxy S4, mais recente lançamento da sul-corenana e trunfo contra a o iPhone, da Apple, é um celular capaz de monitorar os movimentos da cabeça do usuário, além de ser um smartphone touch screen que pode ser operado sem um toque, de fato, na tela do aparelho. Um vídeo da empresa explica as novas funcionalidades, também apresentadas no evento de lançamento.

 

Confira o vídeo com as funções do Samsung Galaxy S4

Samsung Galaxy S4
O Galaxy S4 tem tela de 5 polegadas com 1080p de resolução, que a Samsung chamou de Full HD Super AMOLED. Em uma apresentação no estilo da Broadway, a Samsung usou recursos teatrais para mostrar as novidades em software do aparelho, como o comando por gestos, reconhecimento do olhar e tradutor em nove idiomas – entre eles o português.

 

O aparelho pesa 130 gramas e tem 7,9 milímetros de espessura. Ele será lançado por 327 operadoras em 155 países a partir do fim de abril, com conectividade 3G e 4G. A tela tem 441 pixels por polegada.

 

O Samsung Galaxy S4 tem um processador quad-core de 1,9 GHz ou um processador de 1,6 GHz octa-core, dependendo do país onde é lançado. O aparelho roda Android Jelly Bean, possui câmera traseira de 13 megapixels e dianteira de 2 megapixels. O mais novo smartphone da Samsung possui 2 GB de RAM e três opções de armazenamento interno: 16 GB, 32 GB ou 64 GB, expansíveis via cartão microSD para mais 64 GB.

 

Compare o Galaxy S4 com o Galaxy S3 e o iPhone 5

 

Característica Galaxy S4 Galaxy S III iPhone 5
Preço pré-pago Não informado US$ 589 US4 649 a US$ 849
Tela 5 polegadas 4,8 polegadas 4 polegadas
Display Full HD 1280×720 1136×6470
Memória 16/32/64 GB 16/32/64 GB 16/32/64 GB
RAM 2 GB 1 GB 1GB
Processador quad-core de 1,9 GHz ou octa-core de 1,6 GHz quad-core de 1,4 GHz A6
Sistema Android 4.2.2 Android 4.0.4 iOS
Câmera 13 MP 8 MP 8 MP
Peso 130 gramas 133 gramas 112 gramas
Lançamento abril/2013 maio/2012 setembro/2012