Curiosidade do Dia

Quando e por que o leão foi adotado como mascote da MGM?

Na verdade, “Léo o leão”, como é conhecido, apareceu antes mesmo da fundação da Metro-Goldwyn-Mayer. O logotipo com Léo foi criado em 1916 por Howard Dietz, executivo de propaganda da Goldwyn Pictures Corporation, e foi inspirado no grito de guerra da Universidade de Columbia, intitulado Roar, Lion, Roar (“Ruja, Leão, Ruja”). Em 1924, a Goldwyn se juntou à Metro e à Louis B. Mayer e o leão logo se tornou o símbolo do novo estúdio.

No entanto, o público dos cinemas só pôde ouvi-lo rugir pela primeira vez em 1928, quando o som passou a ser reproduzido por um fonógrafo. O primeiro leão a “interpretar” Léo foi Slats (“tabuinha”) e ele aprendeu a girar a cabeça e rugir na hora certa com Volney Phifer, um famoso treinador de animais em Hollywood. Na época, o leão excursionava pelos Estados Unidos para promover o estúdio e, como um bom felino, sobreviveu a dois acidentes de trem, uma enchente no rio Mississippi, um terremoto na Califórnia, um incêndio e um acidente de avião.

Slats morreu em 1936 e, mais tarde, foi substituído por Jackie, Tanner e Jackie II. No logo da MGM, pode-se ver um círculo ao redor de Léo com inscrições em latim. É o lema do estúdio: Ars Gratia Artis, que quer dizer “Arte pela Arte”.

Humor

O que faz um deputado?
Em entrevista à Liberdade FM, de Aracaju, Tiririca se disse desgostoso com a política devido à burocracia e pensa em abandoná-la. “Pensei que chegando lá, ia aprovar projetos para beneficiar a população, mas não é assim. Há outros interesses”, disse.

New Girl | Olivia Munn vai participar da série

Atriz será a nova namorada de Nick

Natália Bridi – Omelete
.
..

Olivia Munn Olivia Munn (The Newsroom) vai participar de New Girl.

A atriz será Angie, o novo interesse amoroso de Nick (Jake Johnson). A personagem é descrita como sexy, charmosa e capaz de se relacionar com o grupo de amigos.

Munn, que pode ser vista no cinema em Magic MikeBabymakers,  gravará sua participação antes do início da produção da segunda temporada de The Newsroom.

Veja 8 atitudes do dia a dia que podem causar dor nas costas

 Foto: Getty ImagesHábitos comuns como sentar-se errado na cadeira do trabalho ou levar uma bolsa pesada podem causar até problemas sérios nas costas
Foto: Getty Images


Mesmo quem não sofre de problemas de coluna experimenta algumas vezes dores no corpo, principalmente nas costas. A razão disso é a má postura, gerada por situações e ações comuns do dia a dia. Carregar a bolsa, adaptar-se aos assentos do carro e do trabalho, movimentos impensados, entre outros, vão levando a probleminhas que podem causar dores e até lesões mais sérias. “A médio e longo prazo, causam dores e inflamações, pois a  alteração biomecânica dos movimentos leva a compensações. Isso cria novas lesões por novas compensações, principalmente de quadril, que podem ganhar assimetrias, e de coluna, como escoliose”, explica o terapeuta corporal Claudio Rogerio Petrin, da Clinica Davantel.

 

O especialista enumera atitudes comuns que alteram o equilíbrio do corpo e ensina que é preciso buscar reeducar-se no cotidiano, mudando pequenas atitudes para evitar problemas de saúde. “Fazer alongamentos de uma maneira geral também ajuda”, afirma ele.

 

Na cadeira do trabalho

Aqui, normalmente são vários os pontos que merecem atenção. Primeiro, a região lombar costuma não ter apoio, o que faz com que os quadris sejam jogados para frente. Sentar-se assim com as costas, e não com o bumbum, faz com que o pescoço fique mais esticado do que o normal para enxergar a tela, que não fica no nível dos olhos. Além disso, a falta de apoio no cotovelo cria uma tensão adicional nos ombros.

 

Bolsa nos ombros

Causa desequilíbrio, pois traz alterações musculoesqueléticas pela sobrecarga de um dos lados, principalmente quando a bolsa é muito pesada, atitude comum entre as mulheres.

 

Salto alto

Os pés influenciam diretamente a coluna. Uma pisada ruim gera tensões desorganizadas. O salto gera uma pisada em desequilíbrio, pois a base anterior fica apoiada, trazendo os quadris para frente, o que gera dores na região.

 

Movimentos do dia a dia

O principal problema está na combinação de flexão e rotação. Lesões diversas ocorrem, desde pinçamentos e contraturas musculares, fazendo ações do cotidiano, como agachar para pegar algo, deitar ou levantar da cama.

 

Agachar da forma errada

Dobrar os joelhos e descer em direção ao chão com a coluna reta evita sobrecarga na região lombar e deve ser feito mesmo quando não se vai levantar peso. Agachar rapidamente e esticar-se para pegar algo é arriscado e pode levar a estiramentos.

 

Relaxar no sofá

Pode soar perfeitamente normal se jogar no sofá após um dia de trabalho, mas esse hábito cria desconfortos musculares. Os principais problemas são sentar apoiando a região lombar e não o bumbum, sofás altos para pessoas baixas e baixos para pessoas altas – dificilmente um modelo atende às necessidades de todos de uma mesma casa. Se possível, tente colocar um apoio nos pés para manter os joelhos em 90 graus e apoie a lombar. Pode ser com a ajuda de uma almofada.

 

Postura no carro

Quem passa muito tempo no trânsito precisa levar em conta que a postura no carro pode influenciar no equilíbrio do corpo. Mantenha a região lombar bem apoiada, o banco numa inclinação de 100 ou 110 graus e numa altura razoável sem que as pernas tenham de ficar muito esticadas para que os pés alcancem os pedais.

 

Cicatrizes

Os cortes feitos na musculatura e nos tecidos causam tensão na região, que será compensada de outra forma. É normal tensionar alguma região do corpo após cirurgias plásticas, por exemplo. Mulheres que se submeteram a implantes de silicone podem tensionar os ombros. A médio prazo, haverá dores.

Artista recria cenas e pôsteres de filmes em unhas

A artista Maya Pixelskaya, de 26 anos, recria meticulosamente cenas e pôsteres de filmes, como “Tudo Sobre Minha Mãe” e “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, em unhas. Pixelskaya mantém um estúdio em Madri, na Espanha.

Maya Pixelskaya recria meticulosamente cenas e pôsteres de filmes sobre as unhas. (Foto: Reprodução/mayapixelskaya.com)
Maya Pixelskaya recria meticulosamente cenas e pôsteres de filmes sobre as unhas. (Foto: Reprodução/mayapixelskaya.com)
Filme "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" é um dos recriados por Maya Pixelskaya. (Foto: Reprodução/mayapixelskaya.com)
Filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” é um dos recriados por Maya Pixelskaya. (Foto: Reprodução/mayapixelskaya.com)

Bilionário que busca marido para filha lésbica ficou com 10 mil mulheres

O bilionário de Hong Kong Cecil Chao Sze-Tsung, de 76 anos, que está oferecendo US$ 65 milhões (R$ 132 milhões) para o homem que se casar com sua filha lésbica, alega ter ficado com 10 mil mulheres ao longo de sua vida, segundo o jornal inglês “Daily Mail”.

Cecil Chao Sze-tsung tenta arrumar marido para a filha Gigi Chao. (Foto: Kin Cheung/AP)
Cecil Chao Sze-tsung tenta arrumar marido para a filha Gigi Chao. (Foto: Kin Cheung/AP)

Presidente da empresa Cheuk Nang Holdings, Cecil nunca se casou e é conhecido por seu gosto por Rolls-Royces e por pilotar helicópteros, uma habilidade que ele compartilha com a filha Gigi Chao. O magnata tem três filhos com três mulheres diferentes.

Cecil Chao Sze-Tsung diz ter dormido com 10 mil mulheres. (Foto: Kin Cheung/AP)
Cecil Chao Sze-Tsung diz ter dormido com 10 mil mulheres. (Foto: Kin Cheung/AP)

O magnata fez a oferta milionária depois de notícias de que sua filha Gigi Chao, de 33 anos, teria se casado com sua namorada há sete anos, Sean Yeung, que também usa o nome de Sean Eav, em cerimônia na França.

Gigi Chao (à direita) e Sean Eav teriam se casado na França. (Foto: AP)
Gigi Chao (à direita) e Sean Eav teriam se casado na França. (Foto: AP)
Gigi Chao, de 33 anos, teria se casado com sua namorada há sete anos, Sean Yeung. (Foto: Kin Cheung/AP)
Gigi Chao, de 33 anos, teria se casado com sua namorada há sete anos, Sean Yeung. (Foto: Kin Cheung/AP)
Gigi Chao com sua namorada, Sean Yeung, que também usa o nome de Sean Eav. (Foto: AP)
Gigi Chao (à direita) com sua namorada, Sean Yeung, que também usa o nome de Sean Eav. (Foto: AP)

Mulher sobrevive após sofrer ‘decapitação interna’ em acidente

Rachel Bailey teve o crânio separado da coluna após sofrer um acidente de carro. Foto: Reprodução

Rachel Bailey teve o crânio separado da coluna após sofrer um acidente de carro
Foto: Reprodução


Rachel Bailey, 23 anos, sobreviveu após ter sido internamente “decapitada” em um acidente de carro. A jovem sofreu a lesão rara – e geralmente fatal – em que o crânio é separado da coluna. O acidente aconteceu em setembro de 2011 em uma estrada de Phoenix, no Arizona (EUA). Graças ao atendimento rápido dos bombeiros, ela não só escapou da morte, mas também foi salva da paraplegia. As informações são do site do Daily Mail.

Algum dia será possível transplantar cérebro?

Normalmente, quando esse tipo de lesão acontece, a cabeça fica presa apenas por tecidos e músculos, e os pacientes podem morrer por danos na medula espinhal. Os médicos costumam usar placas de metal e enxertos ósseos para colocar a cabeça de volta na coluna.

Após se recuperar dos ferimentos, a jovem reaprendeu a andar e a falar. No entanto, Rachel não se recorda de um período de cinco semanas em torno da data do acidente. Ela disse à emissora 3TV que estava determinada a superar as lesões. “Eu não vou deixar isso me abater ou me definir”, disse. Ela passou um mês na unidade de tratamento intensivo do hospital John C. Lincoln.

Em uma reunião na segunda-feira, ela e a família conheceram os homens que a salvaram. O capitão dos bombeiros, Wayde Kline, que esteve no local do acidente, participou do encontro. “Isso nos lembra de que as pessoas que nós salvamos são filhos, filhas, mães ou pais”, disse ele ao site AZ Family.

Mas Rachel não é a única a ter sobrevivido após ter sido “decapitada” internamente. Um ciclista que sofreu esse tipo de fratura após ter sido jogado para fora da sua bicicleta também sobreviveu e voltou a andar e falar – depois de passar por um longo tratamento. Carpenter Aaron Denham, 22 anos, de Hampshire (Inglaterra) foi socorrido pela enfermeira aposentada Maria Brasseur.

Denham teve ferimentos na cabeça, uma artéria rompida no pescoço, a medula espinhal machucada e o pulmão perfurado, quebrou costelas, pulso, pélvis e nariz. A cabeça foi deslocada do pescoço cerca de um centímetro. A enfermeira encontrou o ciclista tentando levantar a cabeça – o que poderia ter causado um ferimento na medula espinhal e deixado o jovem paralisado.