Curiosidade do Dia

Para que serve o perfume da flor?

O perfume funciona como um meio de sobrevivência das plantas porque atrai agentes polinizadores.

Os insetos, guiados pelo cheiro, pousam na flor e entram em contato com o seu pólen.

Quando o inseto voa, espalha o pólen e ajuda na fecundação da planta.

Anúncios

Humor

STATUS (PARTE 2)

Bomba! Inédito! Exclusivo! Da série “Perfis do Facebook que gostaríamos de bisbilhotar”, Carlinhos Cachoeira


Os Vingadores – The Avengers | Da Frigideira

Nossas primeiras impressões do superfilme da Marvel Comics!

Érico Borgo – Omelete

Filme feito por fãs, para fãs, Os Vingadores – The Avengers se aproveita de todas as tradições do Universo Marvel que, ainda que já tenham cansado nas HQs, provam que os super-heróis da Casa das Ideias ainda têm muito o que mostrar nas telas.

Quem já leu meia-dúzia de quadrinhos na vida sabe que super-heróis nunca se entendem à primeira vista. É como se você conhecesse um novo colega de trabalho, quebrasse a cara dele, e depois ficasse seu melhor amigo. É assim que os super-heróis operam. Primeiro se esmurram e depois entendem qual o verdadeiro inimigo. Não são muito sociáveis os defensores da justiça. No cinema não é diferente – e TODOS os heróis que formarão os Vingadores se enfrentam no filme, para o deleite de quem cresceu debatendo na sala de aula (no meu tempo não havia Internet pra extravasar meus anseios nerds) quem venceria em uma briga entre Hulk e Thor, Capitão América e Homem de Ferro, Viúva Negra e Hulk (peraí… essa eu NUNCA imaginei!)

É nesses momentos que Os Vingadores apela aos fãs como nenhum outro filme da Marvel até hoje. Ok, foi incrível ver o Homem de Ferro decolando pela primeira vez, ou acompanhar o Thor martelando Gigantes de Gelo… mas a sensação de ver o porta-aviões voador da S.H.I.E.L.D. saindo da água, ou todos os heróis dos Vingadores ombro-a-ombro, em um plano-sequência que vai do topo de arranha-céus ao chão de Manhattan contra uma armada alienígena, não teve igual nesse tipo de cinema. Nerdgasmos múltiplos, se você é fã antigo da editora.

Há também uma excelente ideia envolvendo o Agente Coulson (Clark Gregg), operativo da S.H.I.E.L.D. criado para as telas, que dá ao fã exatamente a medida do apreço dos realizadores. Uma espécie de “obrigado” pelo apoio da comunidade de colecionadores e fanáticos Marvel a décadas de devoção nos quadrinhos e agora aos filmes.

Todos os heróis são relevantes na trama (sim, até o Gavião Arqueiro tem seu espaço) – marca da experiência de lidar com grandes elencos de Joss Whedon, que escreveu o roteiro e dirigiu o filme – e têm seus momentos para brilhar. Obviamente, nenhum supera o Tony Stark (como sempre elétrico, atômico, genial) de Robert Downey Jr. Espere só para vê-lo tentando enfurecer o Bruce Banner de Mark Ruffalo

Muito bem-humorado e aventuresco, Os Vingadores é, assim, extremamente fiel ao espírito das primeiras HQs do grupo, de Stan Lee e Jack Kirby, modernizando a propriedade sem entrar na onda do “sombrio” que 9 entre 10 produtores em Hollywood que adaptam obras pop estão procurando. Melhor, impossível. Os Vingadores devem mesmo ser coloridos, extravagantes e explosivos. Deixemos as lamentações e problemas humanos para os outros filmes de super-heróis que virão este ano. Há espaço pra todos.

Abaixo você assiste aos vídeos do OmeleTV sobre o filme. Com spoilers, sem spoilers e aproveita para conhecer o grupo.

SEM SPOILERS

COM SPOILERS

OS VINGADORES – A origem

No elenco estão Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Chris Evans (Capitão América), Chris Hemsworth (Thor), Jeremy Renner (Gavião Arqueiro), Mark Ruffalo (Hulk), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Clark Gregg (Agente Coulson), Cobie Smulders (Maria Hill), Tom Hiddleston (Loki), Stellan Skarsgard (Dr. Selvig) e Amanda Righetti (agente da SHIELD). Na trama, quando surge um inesperado inimigo que ameaça a segurança global, Nick Fury se vê na necessidade de organizar um time para evitar o desastre mundial. Os Vingadores estreia em 27 de abril de 2012.

Lavar a louça, cozinhar e limpar a casa reduzem risco de Alzheimer

Resultados podem aparecer mesmo em pessoas com mais de 80 anos. Foto: Getty ImagesResultados podem aparecer mesmo em pessoas com mais de 80 anos
Foto: Getty Images


Se você foge dos serviços domésticos, está na hora de mudar de ideia. De acordo com uma pesquisa do Centro Médico da Universidade Rush, nos Estados Unidos, lavar a louça, cozinhar e limpar a casa podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver Alzheimer, mesmo em pessoas com mais de 80 anos. Os dados são do jornal Daily Mail.

Os cientistas pediram a 716 voluntários, com idade média de 82 anos, que usassem um dispositivo que monitora atividades do dia a dia. Os participantes também foram submetidos a testes cognitivos para avaliar a memória e a capacidade de pensar.

Após cerca de três anos, 71 pessoas foram diagnosticadas com a doença. O levantamento constatou que os menos ativos eram duas vezes mais propensos à demência em comparação com os mais ativos.

“Esses dados fornecem apoio aos esforços para incentivar todos os tipos de atividade física, mesmo em adultos muito velhos, que não são capazes de participar de um exercício formal, mas podem ainda se beneficiar de um estilo de vida mais ativo”, disse o pesquisador Aron Buchman.

Foto de mulher nua interrompe debate no Parlamento tailandês

A imagem de uma mulher nua provocou a interrupção de uma sessão no Parlamento da Tailândia, em Bangcoc, depois que a foto sexual foi exibida em telões durante um debate entre os parlamentares, segundo a imprensa local.

Sessão foi interrompida após imagem de mulher nua aparecer em telões. (Foto: Reprodução)
Sessão foi interrompida após imagem de mulher nua aparecer em telões. (Foto: Reprodução)

Sanong Thepaksornnarong, do Partido Bhumjaithai, viu a foto e pediu que a sessão fosse interrompida.

Um porta-voz do Parlamento informou que a imagem teria sido transmitida por hackers.

No momento do incidente, os telões foram apressadamente desligados. Uma investigação foi aberta para apurar o incidente.

Discovery: conheça a nave que viajou mais de 230 milhões de km

Nave chega a anexo do Museu Nacional Aeroespacial do Instituto Smithsonian. Foto: Getty Images

Nave chega a anexo do Museu Nacional Aeroespacial do Instituto Smithsonian
Foto: Getty Images


Nave mais viajada da Nasa, o ônibus espacial Discovery chegou nesta quinta-feira a um museu nos Estados Unidos, onde ficará em exibição após 27 anos de uma carreira inovadora em muitos sentidos. A seguir, veja alguns dados sobre o ônibus espacial e uma compilação de seus momentos mais memoráveis:

– Sua primeira missão, a STS-41D, em 30 de agosto de 1984, levou seis astronautas para a órbita terrestre;

– Completou 39 missões, mais do que qualquer outra nave espacial;

– Viajou mais de 230 milhões de km;

– Passou 365 dias no espaço;

– Pôs em órbita o telescópio espacial Hubble, em abril de 1990;

– Foi duas vezes o primeiro ônibus espacial a retornar ao espaço depois de uma tragédia: em 1988, depois que o Challenger explodiu em 1986, e novamente em 2005, depois que o Columbia se desintegrou em 2003;

– É o mais antigo da frota de três ônibus espaciais, após o desaparecimento do Columbia e do Challenger, que eram mais antigos que ele;

– Foi o primeiro ônibus espacial a ser pilotado por uma mulher, Eileen Collins, em 1995;

– Foi o primeiro ônibus espacial a ser comandado por uma mulher, novamente Eileen Collins, em 1999;

– Levou o primeiro astronauta afro-americano a realizar uma caminhada espacial, Bernard Harris, em 1995;

– Levou ao espaço o primeiro membro do Congresso americano, o senador Jake Garn, em 1985;

– Levou o atual senador americano e astronauta aposentado John Glenn ao espaço em 1998 como membro da tripulação da missão STS-95, 36 anos depois de seu voo pioneiro no Projeto Mercury;

– Entregou parte do laboratório japonês Kibo à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em 2008;

– Foi o primeiro ônibus espacial a se encontrar com a estação russa Mir, em 1995;

– Passou por 99 atualizações;

– Transportou um total de 180 pessoas.

Cinema: Sony prepara óculos “do futuro” que mostra legendas

Os óculos devem chegar a todos os cinemas dos EUA em 2013. Foto: Divulgação

Os óculos devem chegar a todos os cinemas dos EUA em 2013
Foto: Divulgação


A Sony anunciou que se uniu ao grupo americano de cinemas Regal Entertaiment Group para desenvolver um óculos especial para ser usado nas salas de exibição 2D e 3D em praticamente todos os cinemas digitais dos Estados Unidos.

O aparelho irá mostrar as legendas dos filmes no display do próprio óculos. O objetivo é que ele seja útil para as pessoas com deficiência auditiva, mas também poderá ser usado para a exibição de filmes estrangeiros com legendas específicas.

De acordo com o site Engadget, os óculos já começam a ser enviados para os cinemas nos próximos meses e, até o início de 2013, ele deve estar em todas as salas dos EUA. Há também uma versão de fones de ouvido que servirá com propósito semelhante: para deficientes visuais e com tradução para outras línguas.